Maratona Oscar 2017: A Qualquer Custo, Um Limite Entre Nós e Manchester à beira-mar

4:29:00 PM



Últimos três filmes dessa louca maratona para a edição do Oscar 2017 (que acontece hoje). Muitos filmes bacanas e mais diversos. Mas hoje é dia de falar dos três filmes que mais fiquei com preguiça de assistir e não à toa ficaram por último por que não sou obrigada.
CUIDADO COM SPOILERS! (já vão me desculpando caso tenham!!)

Resultado de imagem para hell or high water filme A Qualquer Custo (titulo original: Hell Or High Water. David Mackenzie, 2016)  foi um filme que não me prendeu, e que definitivamente me fez ir atras do resumo para poder entender de verdade, pois como não me prendeu eu meio que pesquei numas partes. Está aí outro gênero de filme que eu não costumo assistir, esse tipos de western modernos ou não. Fica tão difícil pra mim dizer algo melhor do que: Foi chato! Mas eu vou tentar tirar o máximo de mim nessas poucas linhas. O filme fala de uma dupla de irmãos que assalta bancos e uma dupla de policiais que estão ~investigando~ os casos de assalto. Jeff Bridges concorre ao Oscar de ator coadjuvante mas achei bem qualquer coisa a atuação dele. Não consegui comprar Chris Pine cowboy, assaltante de bancos e pai de filhos já grandes. Desculpa sociedade. A temática do filme eu achei bem interessante, pois já há muito tempo tenho lido sobre as pequenas cidades do interiorzão dos Estados Unidos que ficaram quase que abandonadas e da situação que muitas pessoas ficaram depois da crise de 2008. As tais das hipotecas ficaram muito problemáticas por causa da crise por lá. Dá para entender porque tanta gente viu no Trump algo bom, Estados Unidos não é só NY e La La Land e assuntos sobre representatividade e racismo. Não me entendam mal, mas muita gente, muita mesmo, ficou na miséria e na cabeça deles pouco importam machismos e outros "ismos" quando não se tem onde morar ou sei lá, o que comer e as dívidas batem na porta e o Trump ganhou, na minha visão,  foi por causa dessas pessoas,  porque ele fez campanha para elas. Ele é patético e lunático mas fez campanha melhor do que a Hilary. Dito tudo isso, eu achei o filme muito parado. Só gostei da trilha sonora pois adoro country. ★ e 1/2

Resultado de imagem para fences posterUm Limite Entre Nós (título original: Fences. Denzel Washington, 2016) foi o filme que eu mais odiei ter que assistir! Odiei mesmo!! Nunca um filme foi tão difícil de ver! Eu ficava toda hora olhando na barra pra saber quanto tempo eu ainda ia ter que ouvir o Denzel discursar!!! Minha vontade era mandar ele, por favor, CALAR A BOCA. Tudo virava um #textão discurso gigante sobre responsabilidade e o quanto ele sofreu, e não sei mais o quê. Era quase que um monólogo. Nem Viola (rainha da nossa vida!) salva esse filme. Inclusive gostaria de dizer que não achei a atuação dela lá essas coisas não. Sinto informar que talvez Naomie Harris (em Moonlight) mereça mais o Oscar de atriz coadjuvante!! Viola continua tendo minha torcida, não se enganem!! O filme conta a história de um casal, relativamente pobre, onde o pai é meio frustrado por não ter conseguido jogar baseball e hoje trabalha como lixeiro. Assim, eu achei o filme, em quesitos tipo fotografia, trilha sonora, direção etc bem bom, Tem umas tomadas bem bonitas, mas como disseram por aí, é um teatro filmado! Acho sim, que apesar do personagem insuportável, Denzel merece o Oscar, porque acreditei em cada palavra que ele disse, e pelo textão que ele teve que decorar! 

Resultado de imagem para manchester a beira mar posterE finalmente Manchester à Beira-mar (titulo original: Manchester by the sea. Kenneth Lonergan. 2016). Ùltimo filme visto para essa maratona e que fechamento amigos! Eu gostei muito mesmo desse filme. Gostei da ambientação, da trilha sonora, das atuações, da história simples e comedida (plot twists não são a regra, não é mesmo?). Se esse filme fosse uma série eu super assistiria, inclusive! É um filme muito triste, mas não chorei! Não é um filme de choradeira. É um filme de luto, basicamente. Um filme sobre como é díficil lidar com certas situações da vida e que as pessoas sempre dizem"Você tem que superar isso!" mas que nem sempre é possível, ou que talvez leva muito, muito tempo! Enfim, é um filme muito sensível, muito real e como já disse bem simples galgado em boas atuações. Casey Affleck está bem, mas não conheço o trabalho prévio dele para saber se ele é canastrão ou excelente ator. É essa é uma linha tênue, devo dizer (nem vou comentar aqui certas acusações de assédio sexual que ele recebeu, porque hoje não é esse o ponto). Michelle Williams muito maravilhosa, (saída de Dawson's Creek, quem diria) merece a indicação de atriz coadjuvante, apesar de aparecer só um pouquinho mesmo. Lucas Hedges, não conheço mas já considero (indicado como coadjuvante também)! Enfim,  um dos meus favoritos dessa temporada do Oscar. Amei mesmo de verdade! 


O ranking final do meu coração ficou assim:

1º Estrelas Além do Tempo (história mais importante e porque gostei muito)
2º Lion (pela choradeira provocada)
3º Manchester à beira-mar (porque gostei muito)
4º Moonlight (poesia)
5º La La Land (por gosto pessoal)
6º Até o ùltimo Homem (filme emocianante)
7º A Chegada (gostei mas nem tanto)
8º À qualquer custo (meh)
9º Um limite entre nós (pior experiencia assistindo)
E esse foi o final dessa maratona muito louca onde eu tive que assistir 5 filmes na mesma semana (por motivos de: Angelica concurseira!). Foi ótimo mais uma vez! Adorei deixar registradas as minhas impressões de pessoa leiga sobre todos esses filmes. Espero que ajude vocês a também assistir esses filmes durante o ano de 2017. Eles valem à pena!
Um beijo gente! Até mais!
Angelica

You Might Also Like

0 comentários