Maratona Oscar 2017: Lion, A Chegada e Até O Último Homem

7:35:00 PM

O Oscar 2017 está logo aí e a segunda parte do meu breve resumo dos filmes principais desse ano chegou. Vou dizer pra vocês que dos seis filmes já vistos é a primeira vez que eu gosto muito de todos! Não está sendo fácil. Mas vamos lá, porque hoje é dia de falar de mais três ótimos filmes.

Resultado de imagem para lion filme 2016 poster
Lion (Garth Davis, 2016) foi um dos filmes cujo plot mais me chamou a atenção nessa temporada de premiações. Resumidamente um menininho de cinco anos (Sunny Pawar fofura) do interior da Índia se perde de seu irmão e vai parar muito, mas muito longe de casa. Ele só sabe seu nome e um nome de um lugar que ninguém nunca ouviu falar. Depois de passar por poucas e boas foi adotado por uma família australiana (aqui Nicole Kidman está muito bem). Crescido passa a ser interpretado pelo  nosso crush  Dev Patel que através dessa nova ferramenta de fotos por satélite chamada Google Earth tenta encontrar  sua família. Sabe-se lá Deus porque, mas esse foi o filme que mais me fez chorar. Passei o filme todo com os olhos marejados (adoro essa palavra). É um filme, bem filme mesmo e pelo que percebi das minhas breves pesquisas bem fiel aos fatos e à cronologia (alô Estrelas Além do Tempo). Achei sim, meio corrido e algumas partes ficaram mal contadas e aqui a gente entra na comparação com Moonlight, quando no texto anterior (LEIA AQUI) disse que nem tudo precisava ser mostrado em tela etc. E não precisa mesmo, mas no caso de Lion ficou meio jogado, principalmente no final (OLHA O POSSÍVEL SPOILER) quando ele finalmente chega à India. Sei lá, me incomodou um pouco, resumiram esse pedacinho demais (mas eu entendo que a parte emocionante de verdade é outra). Outra coisa que me incomodou foi o relacionamento dele com menina feita pela Rooney Mara, não poderia me importar menos com eles dois haha. Foi mega corrido também, meio jogado, tentaram fazer ficar bonitinho e poético, mas para mim não colou. Eu gostei muito da edição, e de como Índia e Austrália se misturam no filme. A parte toda na Índia é muito bem filmada, muito bonito, tudo com cores bem quentes. Já a parte da Austrália é apenas ok, um filme de fotografia qualquer. Será que era só para dar um contraste mesmo? Enfim, curti muito o filme e dou sim cinco estrelas só porque eu fiquei muito tocada com a história. Também fui achando que a abordagem do filme era mais tecnológica, acabei  me surpreendendo! 

Resultado de imagem para A Chegada posterSe tem algo que eu deveria dizer para vocês é que eu tenho zero interesse em sci-fi/filmes de aliens, mas eis que o Oscar e as boas críticas que  A Chegada (título original: Arrival. Dennis Villeneuve, 2016) vem recebendo me fizeram ver esse filme que muito me intrigou. A premissa simples de que doze naves simplesmente pousaram em diferentes pontos da Terra fazendo com que equipes de vários lugares se movimentassem, para entender o propósito desse visita é bem bacana. Amy Adams (arrasou demais, com essa cara de sofrida) e Jeremy Renner que nunca pensei ser bom como cientista nerdzinho estava bem ok. Se eu puder dar uma dica para vocês é: não vão no wikipedia ler o resumo do filme, (sim, na versão inglês conta o filme inteirinho até o final, e eu sabia e li mesmo assim- não é a primeira vez!) pois apesar de ter me ajudado a entender a história, talvez, e eu digo talvez pois nunca saberei, tenha estragado um tiquinho da minha experiência vendo o filme. De curiosa que sou, eu mesma me dei esse spoiler. O filme é muito, muito bom. Logo quando vi pensei: nossa que filmão, mas depois pensando bem eu percebi que não comprei tanto assim a história. Para mim o filme é muito mais sobre escolhas do que sobre os ets mesmo. Eu adorei a nave e os aliens e a Amy segurando a plaquinha (quantos memes vieram dessa cena!). O que me incomodou um pouco foi o que estava relacionado ao propósito dos aliens na Terra; aquilo especificamente não conseguiu me fisgar, sabe?! Funciona na história, muito bem por sinal, mas achei sei lá... estranho, fantasioso, difícil de comprar, fiquei meio "ATÁ, a linguagem etc". E aqui eu encontro um pouco de dificuldade de explicar para vocês esse meu incomodo porque não quero dar para ninguém esse mega spoiler. Vou deixar assim mesmo, para evitar problemas. Achei uma estética tão clean, tão sem grandes parafernálias tecnológicas, que talvez tenha sido isso que me deixou meio ~cabrera~, estava acostumada com outro tipo de sci-fi, sabe, mais espalhafatoso. Para mim isso é um mérito do filme e talvez eu que precise ver mais bons sci-fi's para poder ter com o que comparar melhor. ★ e 1/2

Resultado de imagem para hacksaw ridge posterChegamos por fim em Até o último homem (título original: Hacksaw Ridge. Mel Gibson, 2016)  que é um filme que eu não queria ter gostado (por motivos de Mel Gibson Ultimate babaca) mas gostei e gostei bem viu?! Ele é um excelente diretor. Aqui, como em A Chegada, é muito difícil de dizer algo com propriedade porque eu não vejo muitos filmes de guerra então não tenho com o que comparar. Porque afinal tudo é comparação, não é mesmo?! Como posso dizer que é esse é um filme de guerra bom, se eu não vi outros filmes de guerra ruins?! Entenderam!? O filme conta a história de um um soldado que foi para a guerra mas não queria pegar em armas por convicções religiosas. Assim, são dois filmes em um só, bem no começo eu estava achando meio arrastado: ele saindo com a menina, depois decidindo ir pra guerra etc, fora que no começo foi difícil de aceitar a motivação dele de não pegar em armas, foi preciso assistir mais do filme para "comprar" essa motivação. A partir do momento que o filme entra no âmbito da guerra é um filme completamente diferente: uma correria, muito sangue (MUITO), gente machucada enfim, vão preparados. As cenas de guerra são muito bem dirigidas, muito realistas, muito bem feitas, bem ensaiadas. Você fica preso nessa história e não consegue para de ver. É um filme muito emocionante, mesmo. E que medo daqueles japoneses HAHAHA, que pesadelo! Achei a atuação do Andrew Garfield (Homem-Aranha indicado ao Oscar, quem diria...) muito crível, mandou bem mesmo. Vince Vaughn tentando ser sério, é muito dificil de aceitar. Prepare para passar uma certa raiva dele e do pai do personagem principal. 

Atualizando ranking dos filmes vistos até agora no meu coração:
1º Estrelas Além do Tempo (história mais importante)
2º Lion (pela choradeira provocada)
3º Até o ùltimo Homem (filme bem feito)
4º Moonlight (poesia)
5º La La Land (por gosto pessoal)
6º A Chegada

Faltam três filmes!!! Sim, eu gostei de todos esses filmes, consegui enxergar a beleza de cada um, apesar de também de ver alguns problemas (na minha visão, bem pessoal, não sou especialista de nada haha) e tal. Está muito bacana essa maratona, todos os filmes tem acrescentado muito para mim, me feito escrever mais e buscar mais sobre as histórias que eles contam!Enfim, vejo vocês na terceira parte, ok?!!
Beijo, Angélica!

You Might Also Like

0 comentários